Cidade de Tibagi


HISTÓRIA DA CIDADE

Tibagi domina hoje a tecnologia de ponta na agricultura, na pecuária de corte e leite e na suinocultura. Seu artesanato é valorizado, apreciado e conhecido em países distantes. Suas especialidades são procuradas por aqueles que a visitam, devido à sua inigualável qualidade. É assim com a paçoca de carne pilada no pilão, o polvilho e as broas de milho. Criado através da Lei nº259 de 27 de dezembro de 1897, e instalada na mesma data, foi desmembrado de Castro.

Gentílico

Significado do Nome

Na época, os índios tupi-guaranis batizaram o rio de Tiba (muito), Gy (cachoeiras).

Aniversário da Cidade

18 de Março

CARACTERÍSTICAS

Clima

Subtropical Úmido Mesotérmico

Temperatura Média

– Verões frescos (temperatura média inferior a 22° C).

– Invernos com ocorrências de geadas severas e frequentes (temperatura média inferior a 18° C), não apresentando estação seca.

 COMO CHEGAR

Partindo de Curitiba: pela BR 376 até Ponta Grossa; de Ponta Grossa a Castro pela PR 151; de Castro a Tibagi pela PR 340, a 62 km do trevo; Partindo de Londrina pela PR 445 até a BR 376 (Rodovia do Café) na cidade de Mauá da Serra, até alcançar a cidade de Imbaú, seguindo deste ponto pela PR 160 (Rodovia do Papel) até completar aproximadamente 10 km no trevo que liga Telêmaco Borba a Tibagi; Partindo de São Paulo pela SP 270 (Rodovia Raposo Tavares) até a SP 258 (Rodovia Francisco Alves Negra) logo após a entrada da cidade de Itapetininga (que passa a ser denominada de PR 151 após a entrada no Estado do Paraná) até a cidade de Castro, de Castro a Tibagi pela PR 340, a 62 km do trevo

Localização

Centro leste do Paraná

Limites

Norte: Telêmaco Borba, Ventania.
Sul: Ipiranga, Ponta Grossa.
Leste: Castro.
Oeste: Reserva.
Noroeste: Imbaú.
Nordeste: Piraí do Sul.
Sudeste: Carambeí.
Sudoeste: Ivaí

Acesso Rodoviário

PR 340

Distâncias

214 Km da Capital

 TURISMO

Localizado no centro leste do Paraná, Tibagi é um dos mais belos municípios brasileiros. Com atrativos de janeiro a dezembro, a terra dos diamantes desenvolve turismo o ano todo, sendo rica em belezas naturais, culturais e gastronomia. Seu povo além de extremamente hospitaleiro, ostenta um grande apreço ás tradições,tornando fácil e enriquecedora a integração com a cultura local.


  Atrativos de Tibagi 

LADEIRA DO PAREDÃO

Localizada na rua Fábio Fanucchi, ao lado do Clube de Campo, a ladeira do paredão dá acesso ao rio Tibagi proporcionando ao visitante a contemplação de um encantador espetáculo da natureza, o pouso das garças que, como sendo combinado, têm hora certa de se encontrarem para desfrutarem do repouso diário. O local é repleto de belezas naturais, assim como as três belas ilhas que podem ser avistadas no centro do rio. Ao lado esquerdo da ladeira, encontra-se a Ladeira da Nhá Cota com chafariz denominado “boca-de-leão”,  mirante com vista para o rio e gruta artificial em homenagem a padroeira Nossa Senhora dos Remédios. Uma excelente alternativa de turismo para quem deseja fazer caminhadas ou apenas meditar contemplando as belezas locais.

IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS

A primeira Capela foi construída em 1836, feita de madeira lascada e coberta de sapé, através da ajuda de Ana Beje (filha de Machadinho, fundador da Vila de Tibagi) que recolhia donativos da comunidade, com uma pequena imagem de barro de Nossa Senhora da Conceição, venerada como Nossa Senhora dos Remédios, a qual encontra-se no museu histórico. A capela construída ruiu e desabou em 1858, tendo início em 1859 a construção da nova capela, prolongando-se até 1863. Em 1936, conclui-se a atual Igreja Matriz (a terceira da história) sendo inaugurada oficialmente em 1943.

PALÁCIO DO DIAMANTE

Construída na década de 30 pelos Padres Redentoristas, Ordem do Santíssimo Redentor, a casa foi projetada pelo Dr. Max Staudacher, construtor civil, nascido na cidade de Aslen Wurtemberg, Alemanha, em 29 de junho de 1911 e falecido em 28 de agosto de 1980. O prédio abrigou por 50 anos os padres seminaristas e foi objeto de permuta entre a diocese de Ponta Grossa e o Poder Executivo desta cidade, para que nela fosse instalada a Prefeitura do Município de Tibagi e continuasse assim, servindo a comunidade tibagiana.

BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL

Prédio construído em 1915 no Governo do Dr. Carlos Cavalcanti, sendo elevado à categoria de Grupo Escolar com o nome de “Telêmaco Borba”. Somente em 13 de outubro de 1965 através da Lei nº 440, a Biblioteca foi oficialmente criada. Este é um local para quem deseja entrar em contato com o mundo das letras e a fantasia.

MUSEU DO GARIMPO

Construído em 1957 e inaugurado em 04 de março de 1987, no prédio da antiga Prefeitura Municipal, Delegacia e Fórum. O museu retrata o ciclo do diamante e a história do Município de Tibagi, sendo um dos mais completos do Estado. É aberto de terça a sexta das 8:00 às 11:30 e das 13:00 às 17:30, aos sábados e domingos das 9:00 às 11:30 e nos feriados sob agendamento.

RECANTO DA USINA VELHA

Prédio construído em 1953 para abrigar o gerador da usina hidroelétrica, esta inaugurada em 21 de dezembro de 1924, idealizada e inteiramente construída pelo cidadão Ernesto Kugler, nascido a 29 de junho de 1888, na Alemanha. A usina gerou energia aos tibagianos durante 44 anos, até o ano de 1968.  O arroio da ingrata , afluente do Rio Tibagi, que era o responsável pela geração de energia, trás ao seu longo inúmeras corredeiras e cachoeiras como a dos padres e a dos loucos, além de um toboágua natural com 30 metros de descida. O local é visitado por uma grande quantidade de turistas nos finais de semana, que aproveitam para se refrescarem em suas águas cristalinas.

CASA DA CIDADE

Destinada a atividades culturais, localiza-se na Praça Edmundo Mercer, onde antes funcionava a sede do Executivo Municipal, desde 1938. Restaurada em 1996, passou a ser chamada de Casa da Cidade, tendo sido construída em 1930 para servir de Mercado Municipal.

TEATRO MUNICIPAL

Localizado na Rua dos Padres Redentoristas, ao lado do Palácio dos Diamantes, o Teatro Municipal foi inaugurado no dia 19 de setembro de 1998. Com concepção moderna, oferece a oportunidade de aculturação a todos os tibagianos, trazendo ao Município espetáculos de música, dança, artes cênicas, cinema, além de palestras, reuniões oficiais e eventos públicos. O auditório comporta 208 espectadores sentados e dispõe de dois camarins, um palco com 59 m2 e aprazível hall de entrada com bomboniere.

CAIXA D’ÁGUA

As obras de construção do reservatório de água para o abastecimento da cidade foram iniciadas em 1913 e concluídas em 1915, na administração do Prefeito Cel. Telêmaco Borba. A caixa d’água de bela arquitetura serviu para abastecer a cidade de Tibagi nos anos de 1915 a 1974. Foi restaurada em 1985.

CENTRO DE EVENTOS

Construído com a finalidade de recreação, lazer, esporte e cultura, conta com infra-estrutura de camping, sanitários, clube para show, pista de jeep cross, área de lazer, pista de rodeio, centro de exposições para feiras e leilões.

CALÇADÃO JOÃO DOCA

Em 1996, foi construído este Calçadão, na Rua Herbert Mercer. Recebeu este nome em homenagem a João Sesinando Bittencourt, comerciante nesta mesma rua e pessoa muito popular na cidade, que faleceu em 21 de dezembro de 1994. O Calçadão é ponto de encontro da juventude nos finais de semana, com opções de divertimento como lanchonetes e restaurantes com música ao vivo.

PARQUE PASSO DO RISSETI

O Parque foi criado com o objetivo de mais uma opção de lazer para os tibagianos e para os turistas que visitam Tibagi, que gostam de estar em contato com a natureza. Conta com lago, parque infantil, trilhas para caminhada e a Casa do Colono em estilo ucraniano, que retrata a história de nossos imigrantes.

ARTESANATO

O artesanato é uma das atividades desenvolvidas no município. As mãos tibagianas, com incrível maestria, transformam a matéria-prima fornecida pela natureza, em obras de arte de valor inestimável. É uma das faces mais belas de Tibagi, através da qual o povo mostra sua criatividade, força e poder de transformação.

PRAÇA LEOPOLDO MERCER

Antiga Praça da Matriz e Praça XV de Novembro, a Praça Leopoldo Mercer ganhou este nome em 1963, como homenagem ao grande homem tibagiano, importante político e que muito ajudou no desenvolvimento do Município. A Praça foi elaborada pelo agrimensor e então prefeito Edmundo Alberto Mercer, tendo seus canteiros traçados conforme os pontos cardeais. O destaque da Praça fica por conta do Monumento às Águas do Tibagi, fonte que retrata nos desenhos em baixo relevo os ciclos da vida econômica e social do Município.

PRAÇA EDMUNDO MERCER

Na mesma lei de criação da Praça XV de Novembro foi criado neste terreno o Largo do Mercado, espaço usado pelos padres redentoristas para praticarem esportes. Posteriormente recebeu o nome de Praça do Centenário tendo seu nome modificado para Edmundo Alberto Mercer em 1984, como homenagem ao agrimensor e topógrafo, desbravador e responsável pelo mapeamento do município de Tibagi. Atualmente o local é utilizado para a realização de grandes eventos com destaque ao Carnaval Popular.

CAMINHO DO GUATAÇARA

A Praça Edmundo Mercer em meados dos anos 30 era cortada pelo advogado Guataçara Borba Carneiro, político carismático do Paraná, que ía de sua residência até o Fórum Municipal exercer suas atividades diárias, prédio que atualmente abriga o museu. Este caminho que na época era apenas um “carreiro”, foi devidamente calçado e no local fixado uma placa de bronze homenageando o importante tibagiano.

PORTAL DA CIDADE (SAÍDA PARA A CIDADE DE CASTRO)

O Portal de entrada da cidade foi construído em 1996, emoldurando a paisagem através de sua arquitetura moderna, ressaltando os detalhes do casario antigo das fazendas da região.

CASA DO “NHÔ GUATA”

Construída no século XIX pelo Pe Del Gáudio, esta residência foi adquirida mais tarde pela família Mercer que fez o berço de muitos filhos, entre eles Edmundo Alberto Mercer. Na década de 20, moraram nesta residência Mathilde Mercer, filha de Edmundo Alberto Mercer e seu marido Guataçara Borba Carneiro, ilustre político que assumiu diversas funções em sua carreira pública: advogado, delegado, promotor, prefeito, deputado estadual e vice-governador.